Conheci o Rodrigo Cardoso há mais de dez anos, quando fizemos algumas palestras sobre Vendas Diretas pelo Brasil. Na mesma época, eu e minha namorada Vanessa participamos do curso “Ultrapassando Limites”, e sentimos na pele o poder de transformação que ele tem. Saímos daquele final de semana com um planejamento completo de metas pessoais e profissionais, que mudaram completamente a nossa vida, incluindo viagens, casamento, filhos, livros e outros sonhos já realizados.

Hoje, o Rodrigo Cardoso é reconhecido como um dos melhores treinadores do Brasil, mas eu tenho a honra de contar com sua sincera amizade, apesar das distâncias e da vida corrida que levamos.

Quando o convidei para ser nosso primeiro entrevistado neste novo projeto, ele topou na hora e nos brindou com esse bate-papo enriquecedor.

Sem dúvida, um presente para todos os profissionais do setor!

Sergio Buaiz

SB: Rodrigo, você já treinou muitas equipes de Vendas Diretas e é um prazer te-lo como nosso primeiro entrevistado. Este é setor muito inclusivo, que atrai pessoas de diferentes perfis. Algumas que nunca venderam ou empreenderam. O que você considera essencial para quem está começando?
RC: Essencial é a vontade de aprender. E Humildade para quem já acha que sabe. Entenda, a Venda Direta é diferente de uma venda tradicional, ela exige recursos, técnicas, ferramentas e expertises diferentes. Portanto, se você nunca trabalhou com vendas: ótimo! Vai começar do zero e do jeito certo. E se você já era um profissional de vendas, ao começar nas Vendas Diretas, você precisará da humildade para reaprender. Uma boa empresa sempre tem um bom sistema de treinamento, e ter vontade de empreender do jeito certo faz toda a diferença.

SB: Qual é a principal mudança de paradigma?
RC: Alavancagem e liberdade financeira! Na venda tradicional, você vende e ganha comissão. Na Venda Direta, você além de ganhar sua própria comissão, tem a possibilidade de montar equipe, e por isso o treinamento em liderança também é essencial, além das técnicas de vendas. Essa mudança de paradigma proporciona alavancagem dos seus negócios e consequentemente a liberdade financeira.

SB: Qual a importância de definir sonhos e metas nesse contexto?
RC: Não só nesse contexto, mas em todas as áreas da vida. Meu trabalho é baseado em metas. É isso que ensino e que vejo mudar a vida das pessoas. Se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve! No entanto, existe técnica para traçar metas e definir sonhos do jeito certo, e é isso que ensino em meus treinamentos. Metas devem ter datas, devem ser específicas e devem ser relevantes para você. Podem ser divididas em curto, médio e longo prazo. Claro, tem muito mais, porém deixo aqui o caminho para quem ainda não definiu seus sonhos e traçou suas metas.

SB: Como manter o nível de entusiasmo, diante do desafio de fazer algo novo?
RC: Em minha opinião são 3 fatores fundamentais para manter o nível de entusiasmo:

1 – Associação com pessoas positivas
2 – Treinamentos constantes
3 – Leitura

É muito importante andar com pessoas positivas, estar nos eventos e manter-se próximos dos campeões. Isso fortalece sua crença no negócio. Por fim, leitura diária! 15 minutos de um livro por dia equivalem a praticamente 7 horas e meia no final do mês. Lembre-se: “Não é o que você faz de vez em quando que muda sua vida, mas sim o que você faz numa base regular e consistente, dia após dia, que fará toda a diferença!”

SB: Existe alguma dica para quem vai fazer a primeira apresentação e está inseguro?
RC: Sim, várias dicas. Eu tenho um curso completo em DVD, chamado A Arte de Falar em Publico, com quase uma hora de dicas preciosas. Porém, as principais são:

1 – Saiba do que vai falar, estude e tenha mais conteúdo do que seu tempo… isso costuma trazer segurança.
2 – As pessoas que vão te ouvir estão torcendo por você, saiba disso. Elas querem que você se saia bem, pois valorizam o próprio tempo também.
3 – Nunca comece agradecendo, e sim parabenizando a presença de todos. “Parabéns” valoriza o tempo delas, mas valoriza seu conteúdo também. “Obrigado por terem vindo” não é a melhor forma de começar. “Parabéns por estarem aqui”, sim, gera valor para você e mostra respeito pela platéia. Portanto: “Parabéns” no começo e “Obrigado” no final.
4 – Fale de coração. Isso supera qualquer técnica. A plateia percebe quando você está sendo sincero e falando de coração. Seus olhos brilham!

SB: Para as pessoas que pensam em seguir carreira como líderes de vendas, que habilidades são mais importantes?
RC: Gostar de gente, se interessar pelos outros. Pensar em ser um líder inspirador: Alguém capaz de inspirar as pessoas a fazerem mais por elas mesmas do que normalmente fariam sozinhas, sem a presença do líder! Saiba os sonhos de cada um, de cada liderado, e mostre para eles como podem realizar os sonhos deles fazendo o que você precisa que seja feito.

SB: Se a pessoa nunca trabalhou com vendas e comunicação, qual a melhor forma de desenvolver tais habilidades?
RC: Sem dúvida nenhuma, participando de treinamentos e muita leitura. Existem treinamentos online que podem ajudá-los. Eu mesmo estou lançando um treinamento de 4 aulas, sem custo algum, chamado 7 leis do sucesso, em que a pessoa pode desenvolver habilidades e aprender, mesmo estando em casa.

SB: Qual a importância de participar dos treinamentos da empresa e usar os materiais de apoio oficiais?
RC: Como já disse, os treinamentos mantém a pessoa motivada. Ela fica no “fogo”! Imagine uma brasa, quando se afasta da fogueira, ela apaga! Os treinamentos ensinam como a pessoa pode desenvolver o negócio dela profissionalmente e os matérias de apoio oficiais geram a credibilidade para empresa em que a pessoa trabalha, a empresa que ela representa.

SB: Que livros e autores você recomenda, para quem está determinado a vencer nessa área?
RC: “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas” (Dale Carneggie) é um clássico. “Os segredos da Mente Milionária” (T. Harv Eker). “Pai Rico, Pai Pobre” (Robert Kiyosaki) e “O Sucesso Está em Suas Mãos”, de minha autoria!

SB: Dentre os cursos que você ministra, qual você considera mais interessante para quem deseja se tornar um líder de Vendas Diretas? Por quê?
RC: Sem dúvida nenhuma o “Ultrapassando Limites”, um treinamento de três dias que eu ministro apenas uma vez por ano. O próximo será em 2015, em um dos melhores resorts do Brasil, Costão do Santinho, em Florianópolis. Esse treinamento é o mais interessante para os líderes de vendas porque ele gera resultados concretos, reais e rápidos! Uma vendedora do Bradesco, após esse curso, vendeu mais previdência privada em dois dias, do que no mês anterior inteirinho. Por ai dá para ter uma ideia!

SB: Para terminar, que tal deixar uma mensagem para os nossos leitores, com sua visão sobre o setor de Vendas Diretas no Brasil?
RC: Poucas são as oportunidades que permitem uma pessoa sair do zero e conquistar o primeiro milhão. Em quase duas décadas como treinador e palestrante, tendo ministrado palestras para as maiores empresas do País, como Usiminas, Vale, Mercedes Benz, Globo, Bradesco e também muitas empresas de Vendas Diretas, posso garantir que não conheço nenhuma outra oportunidade que proporcione esse tipo de resultado, para quem se dedica de verdade. A Venda Direta é, com toda certeza, uma extraordinária oportunidade para quem quer mudar de vida!